Certidão de Nascimento e Consulado

Certidão:
Para ser au pair na Holanda, você precisa como parte do processo providenciar uma certidão de nascimento. Essa certidão não faz parte do processo de visto, mas sim da parte do processo de registro de residência.

Quando você chega lá na Holanda, depois de todo o processo de match e visto, sua família precisa te registrar na prefeitura da cidade (gemeente) para que as autoridades saibam onde você está morando (e se não me engano também tem relação com os impostos que a host family paga, enfim). Para realizar o registro, você deve levar o seu passaporte com o visto MVV que te dá direito a residência e uma certidão de nascimento com no máximo 6 meses desde que você a retirou no cartório.

Isso quer dizer que você assim que tiver seu match precisa ir até o cartório onde você foi registrada(o) quando nasceu e requerer uma nova via. Aquela primeira via original que você tem em casa não serve por dois motivos: A via precisa ser original e precisa ter no máximo 6 meses. Os custos e os prazos para a emissão de segunda via de certidão de nascimento varia de cartório para cartório, por isso assim que você teve seu match, é bom correr pro cartório.

Com a segunda via em mãos você precisa reconhecer a veracidade de tal documento. O carimbo e a assinatura do cartório não são suficientes para reconhecimento lá na Holanda, por isso você precisa enviá-la ou leva-la pessoalmente até o escritório do MRE (ministério das relações exteriores) mais próximo de você e responsável por esse serviço na sua região. Se você não tem certeza ou preferir, você pode enviar para o MRE de Brasília, responsável por esse serviço para todo o território nacional. O serviço, nada mais é do que avaliar o seu documento e atestar (por forma de carimbo e assinatura) a veracidade do mesmo. Esse carimbinho do MRE, orgão do Itamaraty, é o que faz com que as pessoas lá na Holanda saibam que a sua segunda via original de certidão de nascimento é boa e pode ser aceita como documento. O termo que a gente usa é “legalizar” a certidão.

Depois de legalizada a certidão no MRE você deve então encaminhá-la para a tradução juramentada para o holandês. Você pode fazer isso diretamente do MRE, porque se você escolher fazer o processo por correio, você precisará enviar juntamente com a certidão um envelope com o endereço de retorno, então se você preferir, pode já entrar em contato com o tradutor e avisá-lo de que sua certidão será encaminhada diretamente da legalização (e daí você coloca o endereço do tradutor como endereço de retorno).

Por que legalizar antes de traduzir? Bom, o tradutor aproveita e já traduz o carimbo do MRE que legaliza sua certidão para uso lá na Holanda, ao mesmo tempo você economiza porque você legaliza apenas um documento. Outro motivo é que como o tradutor é juramentado, ele é reconhecido nos Países Baixos para realizar esse tipo de serviço, então quando você for ao consulado e eles pedirem por sua certidão para confirmar a tradução, eles verão que o serviço é bom, porque a assinatura do tradutor já é “legal” para eles.

Uma vez que você estiver na Holanda, devidamente instalada seus hosts marcaram um horário para você ir se registrar, levando as certidões e o passaporte. Essa parte é bem simples.

Consulado:
Assim que você tem o match, a agência dá início ao processo de visto. Normalmente as agências demoram cerca de um mês para obterem resposta do IND que pode ser tanto positiva quanto negativa (verdade seja dita que depois que as agências se tornaram responsáveis pelo processo de visto, a resposta negativa é bem rara). Sendo a resposta positiva o visto é encaminhado da Holanda para o consulado que você indicou ser o mais próximo para você quando você preencheu seu app. Essa parte não costuma demorar muito. Você será notificada de que você deve se encaminhar até o consulado para levar o seu passaporte para que o visto seja impresso no mesmo. Os vistos agora são expedidos no Chile por um motivo bastante obscuro, uma decisão que vem lá da Holanda… de todo modo, quando você for ao consulado levar o passaporte você pode aproveitar a viagem e já levar a certidão legalizada e a certidão traduzida, pro consulado examinar.

Quando eu fui ao consulado, além de entregar o passaporte para o visto e também as certidões, eu precisei preencher e deixar com eles um papel com informações sobre meus hosts, onde eu iria morar e o motivo da minha viagem. Não sei se ainda é assim, mas deve ser. Além disso levei comigo um ‘documento’ da agência que comprovava o meu match.

Depois de cerca de duas semanas que você deixou o seu passaporte no consulado, ele está de volta contigo para que você possa viajar tranquilamente!

Esse processo é cheio de passinhos, passinhos muito importantes, mas não é nem de longe complexo! Relaxe e aproveite!

7 comentários sobre “Certidão de Nascimento e Consulado

  1. Marina disse:

    Olá,
    Eu levei todos os documentos que a agência mandou, mas teve um que eles não pediram. Fiquei nervosa com isso, que angustia!!
    Mas fiz tudo certinho lá, to só aguarda do agora. Você acha que isso pode ser algum problema?

    Curtir

  2. maria elis disse:

    ei, Lari. eu fiz uma breve pesquisa aqui e ainda sim fiquei sem saber onde posso procurar esse tradutor juramentado, você poderia indicar algum?

    estou vendo todos os vídeos do canal e sendo bem grata pelas dicas! 🙂

    beijas

    Curtir

  3. Raíssa disse:

    Olá! Obrigada pelas informações, foram muito úteis! Sabe dizer se tem alguma entrevista no consulado holandês, se tiver, é em inglês ou holandês?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s