Brasília, mais uma vez.

Quando embarquei para Brasília no dia 05 de setembro, aquela seria a última vez que eu veria o namorado antes da minha viagem para a Holanda. Dada a reviravolta, provavelmente terei outra oportunidade de ver o Augusto novamente.

Eu até levei minha câmera, mas por algum motivo (vou culpar o calor e a baixa umidade) não tirei muitas fotos. Nós praticamente só saímos durante a noite, quando a temperatura estava um pouco mais agradável e eu conseguia exercitar a minha existência.

É sempre bom demais ficar com o Augusto e, pra mim, o mais gostoso é quando fazemos coisinhas bobas, do dia a dia mesmo. Pra mim, um dos pontos altos foi quando demos banho na Sofia. Foi o primeiro banho caseiro da coitada, mas ela até que se saiu muito bem, se comportou como qualquer gato equilibrado se comportaria.

No sábado nós aproveitamos a cena rock brasiliense e fomos ao Porão do Rock. O Augusto tava preocupado que eu fosse achar a galera de lá feia, mas o público não foi diferente de qualquer evento do gênero em terras paulistanas. Como não fomos só pelo sightseeing, aproveitamos para vermos sentadinhos o Sepultura tocando músicas dos discos mais antigos da banda como Beneath the Remais, Arise, Chaos A.D e Roots. Eu não sou fã, mas tenho que reconhecer que foi bem difícil manter os pés paradinhos enquanto o show rolava.

O Augusto me contou que quando o PDR era de graça o evento lotava, tipo, muito. Mas esse ano pagamos 15 reais na entrada e eu me surpreendi ao ver que tinha bastante espaço para circular e curtir os shows. Fazia tempo que eu não gostava tanto de um festival hahaha. Foi lindo ir para a frente do palco pouco antes do show do Kyuss Lives começar e poder chegar lá na frente sem nenhum problema. E mais lindo ainda foi que não atrasou quase nada.

Ano passado vi o Kyuss Lives num Carioca Club relativamente cheio, mas extremamente confortável e esse ano também pude aproveitar o show ao máximo, tirando um filho da puta na área vip que não curtiu o show, conversou o tempo todo e mesmo assim conseguiu ficar parado exatamente entre o John Garcia e eu, que estava na grade:

O show foi tão bom que senti dor no pescoço por 2 dias hahaha

Para comparação e apreciação, dois vídeos dos dois shows do Kyuss Lives:

Novembro 2011

Setembro 2012

E como não encontrei nenhum vídeo do Kyuss no PDR numa qualidade bacana, fica aqui o show completo deles no PinkPop Festival desse ano:

As gatinhas precisam de um novo lar… TEMPORÁRIO!

Amigos lindos que estão me ajudando na divulgação das filhotes lindas que tenho aqui em casa, preciso mais uma vez de ajuda!
As filhotes estão crescendo rapidamente e nós não temos condições de mantê-las por  mais muito tempo  em casa. Isso quer dizer que tenho até o fim dessa semana para encontrar um lar definitivo para cada uma delas, ou lares temporários! O que acontecer primeiro!
Infelizmente, ONGs grandes daqui da capital não estão aceitando animais resgatados em seus abrigos. Na UIPA, inclusive, fui bem mal atendida pelo telefone e o que consegui como resposta quando perguntei se eles conheciam algum lar temporário foi um belo de um “não sei” seguido de um silencio desconcertante. A moça ficou na linha esperando eu desligar, terrível!
Eu estou bastante preocupada, porque por mais que as pessoas lá em casa sejam compreensívas, o espaço é pequeno, não é ideal e como as pessoas que demonstram interesse em adotá-los somem, estamos começando a pensar no futuro das filhotes. Não podemos mantê-las em casa até podermos mandá-las castrar ou até conseguirmos que todas sejam adotadas se isso for demorar muito tempo. Estão considerando soltá-las no cemitério perto de casa, assim, com cerca de 2 meses de vida e sem estarem castradas! Eu acho isso simplesmente terrível, mas como não moro sozinha não tenho muita escolha e também não tenho poder de veto!
Então por favor, se vocês conhecem algum amante de gato que puder abrigá-las enquanto não temos um lar definitivo, por favor! Ajudem! Divulguem! Espalhem essa notícia!

Pretinha/grisalha:

Frajolinha:

 

Clarinha:

As 3 juntinhas:

Por favor, divulguem!

Mais um sobre as gatinhas.

Gente, ainda estou com 3 gatinhas, filhotes, para doação aqui em casa.

Elas são lindas, espertas, ativas e carinhosas. Elas também estão vermifugadas e se alimentam muito bem.

Agora elas estão já bem maiores do que quando meu irmão as resgatou, e devem estar com cerca de 2 meses.

Gostaria de verdade, de lembrá-los que meu irmão resgatou 6 filhotes em março, que foram abandonados na praça em frente a nossa casa. Infelizmente o menor deles acabou morrendo na primeira noite pois ele tinha menos da metade do tamanho dos irmãos, mas os outros que eram maiores, cresceram para se tornar gatinhos simplesmente adoráveis. Desde então estamos procurando um lar para cada um deles. Felizmente já apareceram alguns interessados e 2 deles já foram adotados. As filhotes que ficaram em casa merecem um lar tanto quanto os outros que já conseguiram e são tão adoráveis que se eu pudesse, ficaria com todas.

Infelizmente não posso mantê-las por muito mais tempo, então peço, mais uma vez, a ajuda de vocês que são tão bons em divulgar as coisas boas. Vamos ajudar estas fofuras conseguirem uma casa com bastante espaço e carinho!

Se alguém se interessar, conhecer alguém que se interessa e está querendo ter um gatinho cheio de vida, compartilha, mostra pras tia solteiras, pros amigos de confiança e pra vizinha bacana. Nós estamos em São Paulo, capital, próximo à São Caetano, Ipiranga, Mooca e Vila Prudente. Para entrar em contato comigo é só comentar aqui no blog, ou no facebook, ou mandar um email para menon.larissa@gmail.com

Pra ver como elas estavam quando chegaram aqui, é só clicar aqui. Para ver as 3 bonitinhas menorzinhas há cerca de um mês, você clica aqui.

Eu vou aproveitar que elas estão maiores e que agora as conheço melhor, para contar mais um pouco sobre cada uma delas.

A malhadinha, preto e branco, frajolinha é comunicativa. E por comunicativa eu quero dizer que ela mia bastante quando está por perto de alguém e ela gosta bastante de ficar no colo. Ronrona feito um motorzinho (na verdade todas elas são motorzinhos!) e cheira bastante, curiosa, coloca o fucinho toda bonita e descobre as coisas.

A clarinha, é muito engraçada, ela pula e corre bastante e quando você coloca o braço pra pegar os potinhos de água e comida ela pula nele e abraça! Assim fica impossível de não abraçá-la e aninhá-la no colo! Ela também é bastante curiosa e das três é a mais miúdinha e tem a cor mais linda! Sei que não devo ser parcial, mas essa combinação caramelo, branco e preto fica simplesmente linda, ainda mais com esses olhos cor de caramelo também.

A pretinha não é mais pretinha! Há umas duas semanas ela começou a ficar “grisalha” e agora tá toda pintadinha, com pelos pretos, brancos e cinzas. Na verdade, ela tá num quase cinza escuro. E das três é a maior. Ela é bem encorpada e come bem! Ela é a mais quietinha, quando vou brincar com elas, ela demonstra o mesmo interesse que as outras, mas é mais discreta, digamos, e não fica pulando tanto pela sua atenção, mas quando você a pega no colo, ela fica bem aninhada, ronronando toda bonita e quando junto das irmãs pula e brinca bem feliz.

Segurar 3 filhotes ativas e brincalhonas no colo não é fácil. E as fotos foram tiradas pela webcam, por isso a qualidade não está tão bacana. Mas acho que nas outras fotos, dos outros posts dá pra ter uma ótima idéia. Mais uma vez eu peço a ajuda de vocês, para que divulguem, mesmo que vocês não possam ficar elas e não ajudem só a mim, mas ajudem a elas, as filhotinhas!

Novidades sobre os gatinhos!

Então, gente, oi!

Faz 10 dias que postei aqui que tinha 6 filhotes lindos para doar. Meu irmão e minha cunhada os encontraram abandonados na praça em frente nossa casa e desde então estamos cuidando deles. Eles já comem ração sozinhos, são super ativos, fazem (bastante até) suas necessidades e estão cada dia maiores! Infelizmente não podemos mantê-los aqui por muito tempo, mas a notícia tem corrido e já conseguimos doar 2 deles.

Infelizmente também um deles – o smeagol – acabou morrendo no dia seguinte que postei aqui. Ele ocupava menos que a palma de uma mão e tinha uma enorme desvantagem de tamanho em relação aos irmãos. Mesmo recebendo um tratamento mais especial e recebendo leite de pouco em pouco tempo – ele não conseguia comer, ele não aguentou. Ficamos triste, é claro, pois queríamos que ele ficasse forte e conseguisse uma família, exatamente como os outros estão conseguindo agora!

Um dos malhadinhos, que na verdade é uma menina bem delicada e fofa, e um pretinho macho já estão realocados com pessoas que sei que farão o melhor para mantê-los saudáveis. Porém isso quer dizer que ainda temos mais três filhotes aqui em casa e agora que eles estão maiorzinhos dá pra afirmar que eles são elas. Sim, temos três fêmeas esperando por um novo dono!

Tentei tirar fotos delas durante a noite e não deu muito certo porque elas estavam simplesmente malucas de brincalhonas, mas o que vale é a intenção, né?

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Weedy aprova:

 

Doa-se gatinhos!

Parece que sou premiada. A Mú apareceu em casa, Weedy foi deixada na minha garagem, o Bartolomeu eu segui os miados e o encontrei num entulho numa rua perto de casa. A Milka minha mãe trouxe da casa de uma tia do meu pai, porque a mãe tinha dado cria e minha tia não podia ficar com os filhotes. A Milka também deu cria porque ficou prenha antes de dar tempo para castrar.

A Mú, infelizmente, morreu pela crueldade de outros. A Milka e o Barto se perderam, um risco comum quando com gatos de casa aberta. A Weedy é gorda e preguiçosa e continua aqui. Os filhotes da Milka a gente conseguiu doar para pessoas próximas e foi ótimo! A branquinha e o cinzinha foram para a amiga da minha cunhada e estão lindos! A pretinha é a Sofia, do Augusto, e o tonto, gordinho e esperto foi ficar mais gordo ainda sob a alcunha de Bacon, com a .

Agora, ontem, meu irmão encontrou uma linda ninhada com 6 filhotes de cerca de 1 mês de vida. Por mais que eu adoraria manter todos, dessa vez é impossível, o único gato que podemos ficar mesmo é a Weedy, por já ter 7 anos e estar bem adaptada.

E nós precisamos encontrar logo um lar para eles, não dá pra esperar mais uns 2, 3 meses para podermos castrar. Se não encontrarmos amigos novamente que queiram dar um lar acabaremos encaminhando os filhotes para alguma ONG, mas adoraria não precisar fazer isso.

Os 6 filhotes são lindos, comilões, espertos e muito fofos! Sim, eles estão um pouco maltratados, mas comendo direitinho e com carinho e alguém pra cuidar deles, eles crescerão como gatos lindos. O bom de serem comilões e ativos é que isso demonstra que estão saudáveis e só precisam mesmo de um pouco de cuidado. Eles são 3 malhadinhos e 3 pretinhos, sendo que um dos pretos está um pouquinho menor que os outros, mas também é brincalhão e bastante ativo!

Esse é o menorzinho, carinhosamente apelidado de Smeagol

Pretinho #1

Pretinho #2

Malhadinho #1

Malhadinho #2

Malhadinho #3

Então se você se interessou e tá procurando um gatinho lindo, ou sabe de alguém que estaria interessado, entre em contato comigo e compartilhe!

Se você tiver também uma ONG de confiança, não tenha medo de recomendá-la também!