O frio que se aproxima!

Quando eu cheguei aqui na Holanda, no meio de Agosto, fiquei chocada. Saí de SP com aquele inverno fake que quebrou recordes e cheguei aqui em plenos 24ºC! Essa temperatura se manteve por cerca de um mês, sendo que nas duas primeiras semanas chegou a passar dos 30ºC! A partir do meio de setembro o termômetro passou a mostrar uma leve mudança: apesar de o clima continuar com momentos quentinhos e gostosos, o casaco leve já era item obrigatório sim. Dizem que aqui, mesmo no verão você tem que levar um casaco consigo… mas quando cheguei não era o caso.

Outubro começou com o frio mostrando as caras: muita chuva e temperaturas cada vez mais próximas da casa dos 10 graus e não dos 20ºC. Em setembro ainda, acho, inclusive, choveu granizo em mim hahaha. Eu tava agasalhadinha, mas levar gotas de gelo na cuca não é nada bom, ainda mais levando 2 crianças dentro da bakfiets. Porém, outubro, mesmo sem mandar granizo na cabeça, já avisou que o frio estava chegando e que não fazia diferença eu gostar ou não do frio.

É engraçado, antes de eu ir pro UK, o outono já se anunciava e denunciava. Árvores com menos folhas; folhas amarelas, vermelhas, marrons pelas calçadas, ruas, dentro de casa… temperaturas por volta dos 15ºC. Quando voltei do UK, mesmo passando apenas 9 dias fora, foi como se eu tivesse viajado no tempo. As árvores estavam completamente sem folhas, a temperatura caiu cerca de 4, 5ºC e o dia começou a mostrar que sim, ele vai ser curtinho quando o inverno chegar. Sobre o dia, claro, existe o fator de que além de a luz do sol durar menos mesmo, o fim do horário de verão (que aqui dura um absurdo), faz a gente levar um susto. Enquanto num dia, o sol está se ponto perto das 7 horas da noite (e há menos de 2 meses ele estava se pondo às 10 da noite), no outro ele está se pondo as 17:40… e numa questão de dias, de uma semana, você já liga o farol da bicicleta antes das 17 horas, porque a penumbra já se faz presente.

Agora o termômetro está variando: às vezes temos 8 graus, às vezes temos 5ºC. Às vezes chove e o frio entra debaixo da sua roupa quentinha, às vezes fica seco e o frio anuncia que quer corroer seus ossos. E novembro avisa: o frio de verdade ainda está para chegar. Do jeito que a temperatura tem caído, dezembro chega mesmo na casa dos 0ºC e a neve, a tal da neve, não tarda também.

Mas a melhor parte é que mesmo com o frio avançando de forma rápida, tá dando tempo de se acostumar e principalmente de aprender a se vestir: não é só uma questão de ficar quentinha, mas de ficar quentinha e não exagerar porque eu preciso usar a bakfiets aqui e ali e não tem nada pior que assar dentro da roupa de frio. – Enfim, pode mandar o frio aí, São Pedro!IMG_6028

Buenos (y fríos) Aires

Fiquei de voltar pra contar sobre as temperatura que encontrei em Buenos Aires, além da experiência com a comida e os lugares visitados…

Sobre os lugares visitados, serei breve e visual:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se você reparou, eu tou de casaco em todas as fotos, menos nas primeiras, que são exatamente do primeiro dia, onde as temperaturas estavam adequadas ao mês em questão. A previsão do tempo prometia temperaturas amenas durante a manhã e a noite e temperaturas dignas de verão durante o dia. Para garantir, resolvi levar 3 casaquinhos de meia estação, achando que só ia ocupar espaço na mala. A realidade foi completamente outra. Nosso primeiro dia na rua foi um dia quente, como o previsto, mas mesmo nesse dia, durante a manhã parecia que haviam deixado a porta da geladeira aberta… nos dias seguintes o que aconteceu é que parecia que tinham levado a cidade pra dentro do freezer. Eventualmente, durante o dia, as temperaturas se elevavam e se você estava caminhando no sol até dava pra abandonar um pouco o(s) casaco(s), mas daí vinha um vento sei lá de onde, geladíssimo e eu me arrependia na hora de ter tirado a uma ou duas blusas que tava usando. A temperatura máxima que rolou ficou por volta dos 20 graus e durante o dia estava sempre por volta dos 16. O resultado foi um visual mendigo, em várias camadas e mesmo assim passamos frio, mas tudo bem, pelo menos não tava nublado.

Sobre a comida, ela também esteve fria. Quer dizer, teve um dia que ela esteve literalmente fria. Tipo gelada, tipo o cara tirar a carne da churrasqueira na minha frente, eu ir até a mesa,, sentar, cortar a carne, colocar na boca e ela estar fria.

Comida bonita e fria.

Comida bonita e fria.

No resto das nossas refeições encaramos purê com gosto de ferro; pizza gostosa, mas mal servida; mc donalds sem queijo, burger king idem; empanadas delicia; tartas de abobrinha e nenhum jamon ou queijo; e sei lá… já esqueci hahahaha. Basicamente não tive uma boa semana gastronômica.

Apesar do frio e da má experiência com as comidas, a soma da viagem foi positivíssima. Adorei e voltaria. E recomendo: vão, conheçam, experimentem e compartilhem.