Tempo…

Ele não conseguia entender porque depois de tantos anos, sim, anos, ele ainda tinha dúvidas como aquelas.

E lhe veio à mente que na verdade o que o fazia se questionar daquele jeito era exatamente o tempo. O tempo lhe trouxera incertezas que antes pareciam impossiveis.

Quando eles estavam juntos tudo parecia certo e ele se sentia seguro e agora, anos depois, ele se questionava se o que ele via e sentia que ela sentia eram verdade.

– Maldito tempo, afirmou e silenciou olhando pela janela. E ao ver o mundo lá fora ele pôde ver o quanto tudo que ele viveu sem ela havia sido bom e o quanto o tinha feito crescer. E o quanto o fim daquilo que eles tiveram fora responsavel por esse crescimento, e que na verdade ele sabia que jamais teria feito tudo isso se tivesse continuado com ela, apesar de muito do que ele havia feito ser coisas das quais ele falava com ela.

– E importa?, a questão foi levantada em voz alta, para depois concluir silenciosamente que tudo, absolutamente tudo, havia sido ótimo enquanto ele vivia e que neste momento, depois de todos aqueles anos, ele estava completamente satisfeito e feliz.

– E quanto a isso não há dúvidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s