Vou contar um negócio.

Lembra quando eu falei que penso em forma de texto e que eu era muito bonita?
Isso ainda acontece e eu continuo bonita, mas aparentemente meus pensamentos que já vêm com correção gramatical e pontuação só acontecem quando eu estou andando na rua, sem papel e caneta, ou qualquer outro meio rudimentar ou tecnológico que permitam a escrita.
Juro pra vocês, amiguinhos, que enquanto andava da Paulista até o metro Vergueiro pra pegar o meu amado Cidade Tiradentes surgiram inúmeras, várias idéias na minha cuca. Teve uma linha de raciocínio que eu fui do início ao fim sem me perder. E eram bons pensamentos.
Quando eu chego em casa, com minhas idéias em forma de textos bonitos e coesos, e sento no computador acontece algum tipo de lobotomia espontânea e tudo o que eu pensei some.
Por isso você está lendo este post de merda.

Anúncios

4 comentários sobre “Vou contar um negócio.

  1. glauber disse:

    CARAAAAMBA!!
    SOMOS DOiS, LARi!!

    eu sei como é isso! o famoso “bloqueio mental na frente do pc”! uahsuahsas
    dá uma raiva do caramba… por essas e outras que eu evito pensar no meio da rua! (H)
    praticamente um Homer Simpson

    Curtir

  2. falco disse:

    Ah sim! Isso acontecia bastante comigo. Aí eu passei a andar com um bloquinho e canetas na minha mala.

    Agora é assim: Pensei -> Escrevi!

    Eu sei, é bizarro! Ehehe…

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s